Hino de Lajinha

Letra e música por: Jânio Vilas Bôas Ramos
Tom original: G (Sol Maior)
 
Oh Lajinha torrão onde o sol 
Com mais luz nas manhãs resplandece 
Tens a graça de um povo de sempre
Com amor o teu nome engradece. 
 
Fortaleza do meu sol nascente
Construtora dos meus ideais
Eis que amar em meu jeito por ti
Não se esvai, não se estingue jamais.
 
Refrão :
 
Oh Lajinha adorada!
Sempre amada hás se ser!
Nesta Pátria que floresce,
Atua glória sempre cresce,
Com o Brasil hás de vencer.
Vencerás! Vencerás! Vencerás!
 
Tens a graça de um céu mais azul 
E dos teus campos sempre em labor
Tuas lindas cascatas murmuram 
A mais linda canção de amor
Na beleza dos teus cafezais
Representas assim orgulhosa
Um pedaço de Minas Gerais.
 
No teu céu estrelado há mais azul
Como é belo o teu luar
Princesinha do Leste que seduz
Este povo contigo a sonhar. 
“Pequenina, porém muito nobre”. 
Está terra de penhor varonil
Que se orgulha, além de mineira
De ser chão deste grande Brasil.
 
Tens erguido, fiel, altaneiro
O mais alto dos montes teus
Sentinela que alto se inclina
Mas se curva diante de Deus.
Empunhando a tua bandeira
Entoando esta tua canção
Caminhemos sem temer as barreiras
Com a fé no coração.